Quem nunca passou pela irritante situação de faltar energia no bairro e ficarmos sem nenhum tipo de luz em casa? Possivelmente todos, não é mesmo? Pois bem, para que isso não venha a se repetir, temos uma solução.

Algumas pessoas talvez não saibam, mas a alguns anos, as lâmpadas de emergência ou luz de emergência – como também são conhecidas – são uma mão na roda para aqueles que são pegos de surpresa em situações improprias.

Imagem : Reprodução

Elas são mais comuns em prédios, condomínios, escritórios e principalmente estabelecimento comerciais. Elas vão muito além de auxiliar as pessoas somente na falta de energia, mas sobretudo em situações de incêndio entre outros problemas graves.

Obrigatoriamente elas devem seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), intitulada NBR 10.890. Essa em questão diz que é preciso iluminar o ambiente especialmente na forma vertical e horizontal estrategicamente para evitar acidentes e que primordialmente permita a evacuação das pessoas em áreas de risco.

A mesma norma, diz que essas luzes não podem em nenhuma circunstância ser instaladas em qualquer lugar, é necessário que um projeto seja feito para que seja analisado se todas as recomendações exigidas estão de fato sendo seguidas.

Sobre a manutenção, é importante destacar que ela é considerada um equipamento de segurança, logo deve ser testada a cada três meses. Caso ela não seja usada em 3 meses, é importante desligar o aparelho da tomada e deixar descarregar a bateria completamente, para que seja enfim recarregada novamente.

Adquira a sua lâmpada de emergência no novo site da Benluz iluminação. Clique aqui.