É comum em alguns produtos vermos a expressão “Branco Frio” e “Branco Quente”, mas afinal, qual o significado disso?

Primeiro é preciso entender que quente ou frio não faz referência a temperatura da lâmpada, não é a quantidade de calor que ela emite sob efeito Joule, mas sim a cor, ao tom que ela tem e a sensação que ela dá ao ambiente.

branco quente (3.000K) é um tom mais amarelado, trazendo uma sensação de conforto e relaxamento. Muito utilizado em cômodos como dormitórios e áreas sociais.

á o branco morno (4.000K) é uma cor mais próxima à luz do meio dia, perfeito para lugares onde é exigido uma autenticidade maior de cores devido ao alto valor de IRC*.


Enquanto o Branco Frio (6.500K) é uma cor quase próximo ao azul, a lâmpada branco frio possui uma alta potência, sendo normalmente utilizada em lugares onde exijam máxima atenção como escritórios e áreas comerciais.

Porém antes de escolher qual é a melhor para seu projeto é preciso ter em mente qual a decoração do cômodo, quais as cores que o compõem, pois mesmo se for um lugar onde precise de uma sensação de conforto se todo o mobiliário for branco ou em tons frios, uma iluminação de tom quente não vai combinar.  

A unidade que mede a temperatura de cor é expressa em graus Kelvin (k). é possível encontra no mercado lâmpadas que variam entre 2.300K (mais alaranjadas) a 6.000K (mais azuladas).


O *IRC é um valor relativo à sensação de reprodução de cor, baseado em uma série de cores padrões. À luz que tem reprodução das cores com a máxima fidelidade atribui-se IRC = 100 (indicando 100% de fidelidade), que seria equivalente à luz natural do Sol do meio-dia.

Caso ainda permaneça alguma dúvida ou para mais informações sobre, não hesite em enviar um e-mail  para atendimento@benluz.com.br