Desde tempos pré históricos a luz gera verdadeiro fascínio entre os homens. na pré história a luz que existia era somente a luz do dia, ou seja, a luz solar que durava somente no período de algumas horas, ao fim do dia, vinha a escuridão, onde nada se via, tudo era medo e o desconhecido . A noite os homens tinham que estar abrigados para estarem protegidos  e logo descobriram que deveriam estar em grupos , inicialmente em grupos familiares e muito mais tarde em grupo tribais, tanto para sua segurança e preservação. Nesse período remoto dos primeiros humanos, ou os ancestrais do homem atual, o fogo não era dominado, era na verdade mais uma ameaça a existência humana, um poder sem controle!


Todo essa situação melhorou como o domínio do fogo, daí em diante o fogo passou a “ iluminar “ a vida das pessoas: o fogo virou uma ferramenta fundamental para a existência humana , seria usado no preparo de alimento e na produção de luz e na proteção contra animais ,  com esse advento começa a surgir o que hoje chamamos humanidade . As noites não mais serão medo e desconhecimento, a luz do fogo possibilita mais vida para esses homens e mulheres , que ganham a noite para as suas vidas. em torno das fogueiras as pessoas poderão, além do uso na preparação dos alimentos, na proteção, o fogo serviram para reunião social , em volta da fogueira passou-se a contar as vivências do que aconteceu durante o dia, contar histórias, mais tarde desenvolver cultos, comemorar a vida. Ou seja a partir do luz do fogo nasce a “ humanidade “ .

Com o passar dos tempos a luz artificial , passou a ser fundamental para a vida humana . Das velas e candeeiro  a noite ganha luz. A luz ganhou as casas, templos, escolas, também os espaços públicos como as ruas, assembleias, enfim todos os lugares foram se “ iluminando “ e é lógico sempre pelas mãos humanas. A luz ganhou a idéia de elevação, consagração ao divino , beleza superior, de santidade, de superação, da própria evolução humana. Como por exemplo , na idade média , onde a escuridão é vista como as próprias “ trevas “, a luz ou o sol o bem e a escuridão o mal. Mais tarde o período chamado de iluminismo, período em que a humanidade dá grande passo na sua evolução, onde a filosofia, as artes, a arquitetura, a literatura, as ciências, evoluem recolocando a humanidade no seu caminho de desenvolvimento e evolução científica.

A eletricidade já era velha conhecida da humanidade , existe estudo sobre eletricidade com egípcios datados de 2750 AC – deixaremos toda essa evolução histórica para uma outra publicação – mas a utilização elétrica só ganhou corpo com as pesquisas de Benjamim Franklin nos anos de 1750 DC , e mais vigor a partir do descobrimento das lâmpadas por Thomas Edison e Tesla no meio para o final do século 19. Com a invenção das lâmpadas e o desenvolvimento das correntes elétricas, tornou – se viável a iluminação pública e residencial, já no final do século 19 e início do século 20.

As primeiras lâmpadas eram muito rudimentares , mas significava o início de uma nova era , o começo um novo período da humanidade. A iluminação através da luz artificial  foi se incorporando a vida das pessoas, a humanidade agora depende da iluminação artificial na forma de lâmpadas que nos chegam e iluminam todas as partes, espaços públicos e privados . Não ter luz significa atraso, passado, um arcaísmo  que tende a desaparecer, para dar lugar a iluminação, a luz em todos os lugares .

No Brasil a iluminação através das lâmpadas, vêm evoluindo de forma muito acelerada principalmente, a partir dos anos 1990 com o surgimento no mercado brasileiro das lâmpadas “ fluorescentes “, que vieram a substituir as lâmpadas incandescentes que predominavam no mercado brasileiro, principalmente no mercado residencial. As lâmpadas fluorescentes de baixa potência para uso residencial, principalmente as com rosca E27, altamente difundidos nas residências no país, entregavam muito mais luz e com um consumo muito mais baixo de energia que as lâmpadas incandescentes . Mas a partir início dos anos 2000 o mercado passa a conhecer as lâmpadas de led, inicialmente importadas em produtos para iluminação natalina, detalhes em árvores iluminadas que para muitos passaram despercebidas. Ana após ano foram aparecendo nos produtos de natal mais e mais leds, até virem as fitas de led que abriu um leque imenso de possibilidades de iluminação com leds .


As lâmpadas de led foram se popularizando e barateando com o passar dos anos . Hoje temos , graças as certificações do INMETRO, lâmpadas com muita qualidade, leds com garantia a preços muito atraentes e acessíveis a todas as camadas da população. Com a popularização das lâmpadas de leds, outro fenômeno interessantes foi o surgimento de uma grande variedade de produtos com leds : luminárias led, spots led, plafons led, painéis de embutir e de sobrepor led, arandelas led, fitas led, mangueiras led, lâmpadas led  de todas as formas e potências , refletores holofote led, enfim, o mercado de iluminação também ganhou as massas e hoje mais do que nunca qualquer pessoa, conhece o básico de iluminação .

Para finalizar o mercado de iluminação não para é extremamente ativo e ainda teremos muitas outras “ revoluções “ a acontecer .